Simbolos utilizados em automoveis

Plaquinhas de sinalização para que serve ?

Idosos

Acima de 70 anos eh obrigatório o uso.

Para quem eh deficiente auditivo, seja total ou parcial.

   Deficiente

  O uso desse símbolo indica que o motorista eh portador de alguma deficiência física, ou que transporta alguém que eh deficiente.

No primeiro ano de Habilitação eh obrigatório o uso dessa plaquinha, eu adora usar pois todos dão preferência!!!! mas odiava q chamavam de cabaço!!!!

Cadeirantes

Para quem utiliza ou transporta quem necessita de cadeira de rodas.

Capa para ventilador

Com o frio já batendo na porta, literalmente…kkk Chega a hora de guardar o ventiladores… No ano passado limpei e coloquei em sacos de lixo… achei q seria bom… quando tirei estavam empoeirados do mesmo jeito, resolvi então este ano comprar essas capinhas, adorei fica bonitinho e não entra pó! fica a dica!

I love 100yen shop!

Bom agora que voltei, depois de dois meses no Brasil e mais dois  meses para me organizar novamente, gostaria de dar continuidade aos nossos posts sobre a vida e cotidiano por aqui, muito  obrigada pelas msgs e telefonemas!

Queria montar um espaço soh para comentar as coisinhas que encontramos no 100yen shop, então mãos a obra!

Há alguns anos no Brasil, começaram a surgir aquelas lojas de 1,99 , era uma febre, um verdadeiro sucesso, porem hoje as lojas ainda existem, mas por um 1,99 você não acha quase nada.

No Japão, as lojas de 100 Yen (mais ou menos 1 dólar) estão por toda a parte e raros são os produtos que fogem desta cifra. A variedade é enorme e podem-se encontrar acessórios para casa toda, produtos de jardinagem, escritório, brinquedos, decoração para casa e de Natal, cosméticos, bebidas, comidas, ferramentas… Tudo a preço de banana. Quer dizer, banana no Brasil, por que frutas no Japão custam bem mais de 100 yen.

São milhares de lojas no estilo espalhadas pelo Japão, que variam em tamanho, ofertas, mas nunca de preços. Líder de mercado, a Daiso opera hoje, nada mais nada menos, que 2.570 lojas em solo japonês. E a política de expansão é agressiva: a média de lojas Daiso inauguradas é de 20 lojas por mês.  Dá pra acredita?  A maior delas ocupa 5 andares de um prédio de 10.500 metros quadrados no bairro  de Harakuju, em Tóquio.  Lá você encontra tudo, ou quase isso.

Inkan 印鑑

O inkan chamado popularmente como hanko, tem origem na Mesopotâmia há mais de 5.000 anos e é usado nos países do leste asiático, incluindo o Japão. É um tipo de carimbo usado no lugar da assinatura.

Esse é um dos primeiros hábitos que chamam a atenção dos estrangeiros que chegam para morar no arquipélago japonês, afinal é um item essencial para se tirar a carteira de estrangeiro, o gaikokujin toorokusho. Aliás, o inkan é usado pra tudo, desde legalizar documentos e contratos, abrir contas bancárias, casar-se ou fazer algo bem mais simples como se inscrever numa academia.

Tipos de inkan

O inkan usado por empresas é um pouco diferente das usadas pelas pessoas. É maior e tem formato quadrado. Já para os cidadãos, o carimbo costuma ter uma base arredondada com o sobrenome do portador escrito em kanji. Para os que não tem descendência oriental, pode-se adquirir uma versão feita sob medida com o sobrenome entalhado todo em katakana.

Os japoneses costumam usar 3 tipos de inkan:

Hanko mitomein : Se usa em documentos de menor importância.
Hanko ginkoin : Usado em bancos e operações financeiras.
Hanko jitsuin : É o inkan registrado na prefeitura e funciona como a assinatura de firma reconhecida.

Para os estrangeiros que querem fazer o registro do carimbo, é necessário ir até a prefeitura da cidade onde mora e apresentar o hanko e a carteira de registro de estrangeiro (gaikokujin toorokusho). Esse processo pode demorar alguns dias e a pessoa recebe um certificado chamado Inkan shoomeisho.

Os hankos geralmente são feitos de chifre de boi ou marfim ou de madeira nobre. Tem os de plástico que podem ser encontrados até em lojinhas de hyakuen *100yen. Existem estojinhos de proteção próprios para os rankos, alguns já vem até com a tinta.